quarta-feira, 18 de abril de 2007

Dias Cinzas


"Naqueles dias em que tudo parece cinza e feio, eu brinco com as cores por entre os meus dedos. Eu brinco de colorir as lágrimas, brinco de tirar fotos dos sorrisos. Gravar as juras de amor, guardar os abraços. Eu abro minha caixinha de memórias e de lá só tiro as mais felizes. As tristes eu guardo com carinho, mas não as tiro de lá. São as minhas lições e de lá ninguém as tira, nem eu. As minhas memórias felizes brincam de roda entre as flores e eu as amo como pequenas filhas. São o fruto do meu sucesso, dos meus amigos e de tudo que conquistei. Nos dias cinzas, elas brincam. Nos dias felizes, elas recebem mais amigas. Mas nos dias cinzas, ah, aqueles dias cinzas... Naqueles dias que tudo parece tão triste, eu sorrio. Sorrio com o coração aberto pra felicidade e é assim que eu os deixo tão coloridos."

(desconhecido)

Nenhum comentário: